quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Assassinas femininas: A fera da Penha-RJ



Esse caso chocou o Rio de Janeiro na década de sessenta,era uma época em que a violência não era tão evidente e as pessoas ainda podiam confiar em estranhos deixando-os entrarem em suas casas.
Um crime cometido por inveja,vingança e um coração muito,muito partido,pessoas fora de si são capazes de cometer loucuras para sanar uma impetuosidade momentânea,conheçam a história da Fera da Penha,um dos casos de sequestro que mais chocou o país na década de 60.




Neide Maia Lopes a fera da Penha
Antonio a esperava na saída do trabalho quase todos os dias e a relação dos dois foi ficando cada vez mais séria,até que um dia enquanto Neide saia para almoçar encontrou com um amigo de seu amante e o mesmo lhe disse que Antonio era casado e tinha duas filhas.
Neide não acreditou,mas mesmo assim perguntou para o seu amante que negou tudo.
Ainda não satisfeita depois de um tempo voltou a perguntar e Antonio irritado passou seu endereço a Neide acreditando que ela jamais conferiria se era verdade,mas ledo engano Neide não apenas confirmou o endereço como se tornou amiga da mulher de Antonio e a partir daí teve inicio a sua obsessão.
Passado algum tempo Neide engravidou e contou ao amado que não gostou muito da ideia,sugerindo que ela abortasse a criança,mas como Neide não quis,ele passou a evitá-la quase não se encontrando mais com ela,mas um dia Antonio apareceu e a convidou para ir a casa de um amigo,ela estranhou a amabilidade mas mesmo assim entrou no carro e foi,mas acabou desmaiando devido ao cheiro de alguma substancia forte e quando acordou,estava sentindo fores dores e estava sangrando,Antonio a havia levado a uma clinica de aborto.
A partir desse momento o ódio se juntou a obsessão de Neide e ela decidiu que se vingaria.
Um dia ela liga para escola de Taninha,filha de Antonio,se passando pema mãe da pequena,dizendo que precisaria ir ao médico e que uma vizinha pegaria a garotinha na escola,Neide chegou na escola se dizendo chamar Odete e levou a criança embora.
A mãe de Taninha, Nilza ,nesse dia foi levar um lanche para a filha e a diretora estranhou quando a mãe chegou na escola,porque havia ligado dizendo que iria ao médico e assim que soube o que havia acontecido correu para a 24°DP para dar queixa do desaparecimento da filha.
Taninha filha de Antonio e Nilza
Não passou pela cabeça dos pais que a criança poderia estar com Neide.
Nesse mesmo dia as 16:00 um radialista chamado Saulo Gomes,foi avisado e noticiou o sequestro da menina Taninha.
Neide aquela hora tinha acabado de comprar pirulitos e água para a menina e a estava levando em direção há um apartamento de uma amiga,que não sabia  de nada do que estava acontecendo.
Neide decidiu ligar para a família e avisar sobre o sequestro,mas ninguém conseguiu reconhecer sua voz.




Nesse mesmo dia Neide ficou com a garota na casa da amiga até as 20 hrs,depois saiu com a menina e ficou perambulando até que encontrou um terreno baldio e jogou a criança que ao cair no chão bateu e machucou as costas,no momento em que Taninha começou a chorar Neide deu um tiro em sua cabeça e logo em seguida jogou álcool e ateou fogo a criança ainda viva.
Taninha encontrada parcialmente queimada
Perto do terreno havia um abatedouro,onde funcionários escutaram tiros e foram correndo ver o que havia acontecido e viram Neide correr em direção oposta. Taninha tinha apenas quatro anos.
Antonio a essa altura já havia ligado para a delegacia,onde confessou ser amante de Neide e que ele acreditava que ela não faria nada com a criança,mas pediu para que o jornalista e o delegado não contasse sobre o seu caso extra conjugal para sua esposa.
Logo delegado e jornalista seguiram para casa de Neide onde os pais da mulher se assustaram ao saber que a filha era suspeita de um sequestro.
Neide foi presa assim que chegou na casa dos pais e a única coisa da qual reclamou foram dos sapatos que estavam enlameados.
Na delegacia foram encontrados uma Taurus e uma Garrucha 320 dentro da bolsa de Neide.
Na delegacia a cara de pau de Neide chocou os policiais,quando ela disse que tinha sequestrado a criança a mando do amante de Nilza ,esposa de Antonio e foi onde Nilza descobriu a traição de seu marido e algum tempo depois souberam que o corpo da filha havia sido encontrado.
Neide foi presa e a confirmação de que seria a assassina da criança só veio depois quando ligaram os sapatos sujos de lama ao local em que a criança foi encontrada,Neide ainda foi levada ao local do crime,onde não suportou ver o que tinha feito,mas quando chegou novamente a delegacia negou toda e qualquer acusação.Ela só confessou quando foi entrevistada pelo radialista Saulo Gomes.
Ela foi presa e condenada a 33 anos de prisão,mas saiu com 15 por bom comportamento.
Neide enquanto esteve presa escreveu um diário onde pedia que Taninha protegesse as crianças de onde estivessem e ainda enquanto esteve presa gostava de 'brincar' com bonecas fazer roupinhas.
O túmulo de Taninha está localizado no cemitério de Inhaúma  e até hoje é visitado.





9 comentários:

  1. Neide atacou a criança para dar a Antonio o amargo gosto que ela mesma sentiu quando ele a levou até a clinica de aborto. Concretizou sua vingança, mas quem pagou o maior preço nessa história foi a mãe da menina e a menina é claro... Vingança é algo que sempre atinge pessoas inocentes...

    Antonio e Neide se mereciam, afinal ambos são, ao meu modo de ver, os monstros dessa história...

    Grande texto senhorita Mendes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nando^^
      Realmente a mãe a criança foram as maiores prejudicadas nesse absurdo,mas o que mias me chocou é que ainda depois de td o que aconteceu foi o fato da Nilza ainda continuar casada com Antonio,vai entender o ser humano...

      Excluir
    2. REALMENTE CONCORDO COM VOCÊ...ANTONIO E NEIDE SE MERECEM E TANTO ELA QUANTO ELE....SÃO OS RESPONSÁVEIS PELO CRIME...BEM...É VERDADE QUE UM CRIME NÃO COMPENSA O OUTRO....

      Excluir
  2. A Nilza ainda é casada com o Antonio!
    Sério se fosse eu, nunca mais olharia para esse cara, a Neide e o Antonio são farinha do mesmo saco, já a criança, nem imagino o que ela deve ter sofrido.
    Ótimo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como são Yasmin,por mim os dois teriam ido presos e ficado eternamente na cadeia,farinha do mesmo saco pra eles é apelido.

      Excluir
  3. Agora vai sair um filme contando essa história. Espero que os autores tenham adquirido fontes confiáveis. O problema maior é esse: Confirmar as informações. Por exemplo, será que essa história que o amante fez ela abortar é verídica. Se é, significa que ela tem uma grande atenuante. Se não, significa que ela era criminosa mesmo, porque a vingança teria que ser em cima DO CARA para que nós tivéssemos alguma consideração, e não da menina de 4 anos. Se ela realmente sofreu um aborto criminoso (tem que checar...), pode-se compreender (sem justificar) que ela estava sob grande transtorno psicológico.
    Claudio D'Amato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ser interessante se sair mesmo o filme Claudio e mesmo que as fontes não sejam confiáveis vai ficar legal o conteúdo do filme,pois as especulações batem e eles também podem colocar outras hipóteses dando um ar de documentário ao filme.

      Excluir
  4. Ainda hoje existem calhordas como esse Antonio ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é,o mundo está cheio de pessoas assim e a cada dia piora...

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Copyright © 2013 - Meu mundo e assim |
Design by Betto wert | Tecnologia do Blogger
    Twitter Facebook Google + YouTube