quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Vídeo aéreo de Auschwitz nos dias de hoje

O Drone da BBC mostra um vídeo sobre o campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, como é hoje - 70 anos depois de ter sido libertado pelas tropas soviéticas. O acampamento na Polônia é mantido agora como um Patrimônio da Humanidade e é visitado por milhares de turistas e sobreviventes a cada ano.
Auschwitz foi o maior acampamento estabelecido pelos alemães durante a Segunda Guerra Mundial; mais de um milhão de pessoas (a grande maioria deles judeus) morreu ali entre 1940, quando foi construído, e 1945, quando foram libertados pelo exército soviético.
Vias férreas em Auschwitz-Birkenau - Trens cheios de vítimas de toda a Europa ocupada chegavam ao acampamento quase todos os dias entre 1942 e no verão de 1944.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

A Civilização Etrusca

Sarcófago Etrusco datada de 520  a.C
Os etruscos eram um aglomerado de povos que viveram na península Itálica na região a sul do rio Arno e a norte do Tibre, mais ou menos equivalente à atual Toscana, com partes no Lácio e a Úmbria. Eram chamados Τυρσηνοί, tyrsenoi, ou Τυρρηνοί, tyrrhenoi, pelos gregos e tusci, ou depois etrusci, pelos romanos; eles auto-denominavam-se rasena ou rašna. É pela sua designação grega que se fala de mar Tirreno.
Desconhece-se ao certo quando os etruscos se instalaram aí, mas foi provavelmente entre os anos 1 200 a.C. e 700 a.C.. Nos tempos antigos, o historiador Heródoto acreditava que os Etruscos eram originários da Ásia Menor, mas outros escritores posteriores consideram-nos itálicos. A sua língua, que utilizava um alfabeto semelhante ao grego, era diferente de todas as outras e ainda não foi decifrada, e a religião era diferente tanto da grega como da romana.
A Etrúria era composta por cerca de uma dúzia de cidades-estados (Volterra, Fiesole, Arezzo, Cortona, Perugia, Chiusi, Todi, Orvieto, Veios, Tarquinia e Fescênia), muito civilizadas que tiveram grande influência sobre os Romanos. A Fescênia, próxima a

Bruxaria Italiana: Stregheria

Stregheria é um termo usado para a antiga Bruxaria italiana, como também para se referir a um movimento moderno neopagão surgido na Itália e nos Estados Unidos a fim de resgatá-la. Na língua italiana, "Stregoneria" significa simplesmente Feitiçaria. Portanto para se falar de tradições mágico populares italianas, o que em inglês se chama de italian folk magic, se usa o termo stregoneria italiana. Como em italiano se usa Stregoneria tradizionale para se falar da Bruxaria Tradicional; Stregoneria Tedesca para se falar da Feitiçaria Germânica; stregoneria inglese para se falar da Feitiçaria inglesa, etc.
Para algumas pessoas, a Bruxaria Italiana é tida como a "Velha Crença" (Vecchia Credenza em italiano), culto pagão italiano com origens nos velhos mistérios Egeu-Mediterrâneos, no Cultus Deorum Romanorum (Culto Imperial ou Religio Romana, reconstruído pelos pontífices da Nova Roma), no século IV EC, e resgatada dentre os séculos X ao XV, principalmente no século XIV com as peregrinações de Arádia, morta no XVI e reconstruída do século XVII em diante. A stregheria é uma religião iniciática imposta por diversos clãs, na maioria hereditários e extremamente herméticos.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Médicos Nazistas; Hans Kurt Eisele

Hans Eisele , foi médico e segundo-tenente das tropas da SS, ele foi um excelente exemplo da natureza corruptora do poder e do triste fato de que mesmo os piores crimes, por vezes, ficam impunes por lei. Apesar de seu status na SS, Eisele era conhecido por ser um homem bastante decente entre os soldados  do acampamento  Sachsenhausen, onde ele serviu  por um tempo, o chamavam  de "O Anjo" e sua bondade era  muito elogiada. No entanto, uma vez que ele foi designado para ser o médico do campo de concentração de Buchenwald, acabou sendo corrompido por ambição e crueldade, então suas atrocidades ficaram bastante conhecidas.Buchenwald era um campo de prisioneiros comunistas  presidido por alguns dos piores soldados  sádicos que o nazismo tinha a oferecer. Eisele  se tornou famoso por suas experiências brutais e  rotineiramente assassinava  prisioneiros por injeções de cianeto, torturas, cirurgias experimentais, testes em tuberculosos, também observava as reações de prisioneiros em cirurgias testes sem anestesias e fez o mais diversos experimentos nos portadores de tuberculosos  de que 'tratou'. "O Anjo" havia se tornado " O Açougueiro  de Buchenwald". Eisele foi preso após a guerra e condenado à morte em dois ensaios separados, mas a sentença foi logo alterada para prisão perpétua e, eventualmente, reduzida a apenas 10 anos, com a

sábado, 17 de janeiro de 2015

Dica bizarra: Donnie Darko e Stitches

Olá mundanos!!! Hoje farei uma postagem diferente, pois muitos que leem este blog não farão ou não querem fazer nada durante o fim de semana, então que coisa melhor para passar o tempo do que assistir filmes não é mesmo? E estes dois filmes que indicarei são muito interessantes, um pela sua alta dose de humor negro e outro por ser uma baita viagem psicodélica, com muito sentido rsrsrs
Os filmes são Donnie Darko e Stitches, filmes totalmente diferentes, mas que renderam e rendem um bom debate, pois os mesmos são cheios de referencias clássicas, a fotografia é bacana e as histórias deliciosamente surreais, sem falar que o Coelho e o Palhaço sãos as estrelas do filme, e sem eles os filmes seriam 'normais'. Vamos as rápidas sinopses deles =D

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Arte macabra: pinturas perturbadoras

Muito antes de haver filmes de terror  e toda a cultura da mídia de horror, havia apenas duas principais maneiras de obter emoções e arrepios:  Uma  eram histórias que eram contadas oralmente ou por escrita e dois expressada pela  arte; desenhos e pinturas. Naqueles  tempos, ver uma grande pintura era como uma grande atração; havia multidões, debates e discussões. Havia também os gêneros; pinturas de grandes batalhas e vitórias eram seus filmes de ação e sim, havia um lugar para a arte assustadora, estranha e macabra. Nos séculos passados, pinturas perturbadoras ou horripilantes geralmente tinham alguma razão moral para sua criação (caso contrário, poderiam ser banidas ou destruídas e geralmente os artistas ficavam em maus lençóis depois.) estas razões morais tinham a ver com mostrar as punições brutais para o pecador para manter as pessoas comuns bem comportadas e fiéis  à Igreja ou os que mostravam cenas horríveis da história (pragas, assassinatos) bestas e tragédias de velhos mitos para causar temor e comoção na
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Copyright © 2013 - Meu mundo e assim |
Design by Betto wert | Tecnologia do Blogger
    Twitter Facebook Google + YouTube